• Fernando Giovanella

Como anestesiar pacientes hipertensos com segurança



Sabendo que aproximadamente 25% da população no Brasil apresenta hipertensão e somado ao fato de que existem muitos que desconheçam que são hipertensos, fica nítido que essa classe representa uma substancial quantidade de pacientes que recebemos no cotidiano clínico.


A primeira preocupação ao se realizar a anestesia local é em relação ao emprego de soluções anestésicas que contém vasoconstritores, as quais poderiam induzir um aumento da hipertensão. Porém, antes da preocupação em selecionar a anestésico ideal para esse paciente é importante ter em mente que é importante aferir a pressão arterial, e caso o paciente apresente níveis pressóricos acima de 160×95 qualquer tratamento neve ser postergado.


É importante salientar que o paciente pode estar com sua hipertensão controlada com o uso de medicamentos e isso é constatado após a aferição da pressão arterial durante vários dias. Ou seja, ele é hipertenso controlado, mas está hipertenso no momento da aferição por contra da ansiedade perante o tratamento, o que é conhecido como “síndrome do jaleco branco”.


Nesse tipo de paciente a administração oral de um benzodiazepínico traz uma benefício muito grande e é uma conduta altamente recomendada. Abordarei mais sobre este tema em outro post.


Antes de decidir qual o anestésico local ideal para esse grupo de pacientes, é importante que você entenda que estes pacientes não podem sentir dor! Óbvio que nenhum paciente deve sentir dor, mas esse grupo de pacientes é mais sensíveis às descargas adrenérgicas endógenas e isso pode contribuir muito para a possibilidade do desenvolvimento de picos hipertensivos.


Sabendo disso, fica nítido que o emprego de soluções anestésicas com vasoconstritores, quando utilizado com critério, traz benefícios para esses pacientes. De nada adianta empregar uma solução sem vasoconstritor e o paciente sentir dor na cadeira. Seria muito pior.


No vídeo abaixo eu abordo em detalhes quais são as soluções anestésicas mais indicadas para a anestesia local segura de pacientes hipertensos, seja para realização de procedimentos clínicos ou cirúrgicos.






24 visualizações